Entre em contacto
Rua da Pedra Alta 102,
[email protected]
Tel: +351 91 606 4649 (Custo de uma chamada para a rede móvel)
Suporte
[email protected]
Tel: +351 91 606 4649 (Custo de uma chamada para a rede móvel)
Voltar

Marca, logótipo e identidade visual – será o mesmo?

Como é sabido, um negócio começa com uma ideia. Mas como é que se consegue transmitir esta mesma ideia para o mundo? Normalmente, o primeiro passo de muitos empreendedores passa por criar um logotipo que represente a sua marca de forma eficaz. Apesar de este ser, de facto, um elemento visual característico de uma marca, a verdade é que faz apenas parte de algo muito maior – uma identidade visual, ou seja, um conjunto de elementos que permite identificar dada marca.

 

Muitas pessoas confundem estes três conceitos- marca, logotipo e identidade visual. No entanto, é importante compreender que existem várias diferenças entre os mesmos, mas que no fundo, todos eles permitem estabelecer a representação de uma marca. Neste artigo, explicamos-lhe tudo o que precisa de saber sobre estes conceitos.

 

 

Marca, logótipo e identidade visual – quais as diferenças?

 

A maior parte das pessoas pensa que criar um logótipo é o único passo necessário para estabelecer uma marca e criar uma identidade visual. No entanto, este processo de criação visual está a ser realizado ao contrário. A ordem certa seria pensar primeiro no visual que pretende atribuir à sua marca, e só depois criar os elementos que poderão concretizar a sua ideia.

 

Antes de mais, é necessário esclarecer que marca, logotipo e identidade visual não são a mesma coisa. De seguida, apresentamos uma breve explicação sobre cada um destes conceitos para uma melhor compreensão.

 

  • O que é uma marca?

 

Simplificadamente, uma marca é a forma como a sua empresa é percecionada pelo público. Trata-se de um conjunto de perceções, ideias e sentimentos que as pessoas associam à sua empresa. Por exemplo, quando falamos em lojas de mobiliário com peças modernas, estilosas e baratas, a maioria dos consumidores iria provavelmente pensar na marca sueca IKEA. Portanto, uma marca é aquilo que o público pensa sobre a mesma.

 

 

  • O que é um logotipo?

 

Um logotipo, ou logo, é um símbolo composto por texto e/ou imagens que permitem ao público identificar as marcas. Por exemplo, quando pensamos em grandes marcas como a Nike, Apple ou Amazon, sabemos exatamente qual o logotipo associado a cada uma delas. Não existe uma fórmula única para criar um logotipo eficaz. Alguns recorrem ao nome da empresa, a uma abreviação ou a uma combinação de ambos. No entanto, o mais importante passa por criar algo que seja fiel à essência da sua empresa e à mensagem que pretende passar.

 

  • O que é a identidade visual?

 

Antes de explicar no que consiste a identidade visual, é importante refletir sobre um outro conceito relacionado: branding. O branding pode ser visto como as ações levadas a cabo para construir uma certa imagem para a sua empresa. Portanto, trata-se de todos os passos dados para construir uma conscientização e reputação sobre a sua empresa.

 

É através do processo de branding que pode construir uma identidade visual, uma coleção de expressões tangíveis da sua empresa, como o seu logo, cores, tipografias e tipo de linguagem utilizada. Quanto mais específicos e coesos forem estes elementos, maiores as chances de destacar a sua marca da concorrência e de permitir que o público compreenda realmente o que esta representa.

 

É extremamente importante mostrar consistência e harmonia em todas as plataformas onde apresenta a sua marca. Por exemplo, se no seu website utilizar cores mais neutras e uma linguagem informal, o mesmo deve acontecer noutras plataformas digitais. Caso contrário, poderá causar alguma confusão na mente do público, que passa a não compreender a sua posição de marca.

 

 

Qual a relação entre estes três conceitos?

 

Portanto, como foi possível observar, marca, logotipo e identidade visual são três conceitos diferentes. Contudo, deve ter reparado que, de certa forma, eles estão intimamente relacionados. Para facilitar a sua compreensão, pensemos neste processo como uma pirâmide de três camadas. Na base, encontra-se o logotipo, no meio a identidade visual e no topo a marca.

 

O logotipo pode ser entendido como uma componente da identidade visual, pois é, de facto, um elemento que constitui um conjunto de características associadas à identidade visual, juntamente com as cores, tipografia, imagens, etc. Portanto, enquanto o logotipo é uma componente crucial da identidade visual, esta é composta por vários outros elementos que permitem reconhecer uma marca. Por outras palavras, um insere-se no outro.

 

Mas onde entra a marca no meio de tudo isto? Como mencionado anteriormente, a marca é a forma como uma empresa é percecionada pelo público. Por outras palavras, são elementos como o logotipo, cores, fontes, tipo de linguagem, produtos ou serviços, que constituem uma marca e que permitem que esta seja reconhecida pelos consumidores. Sem uma identidade visual bem construída e transparente, não é possível estabelecer uma marca e, consequentemente, fazer com que esta seja facilmente percecionada pelo público.

 

 

Portanto, é possível concluir que todos estes conceitos se relacionam. Aos poucos, elementos como o logotipo estabelecem uma identidade visual, que consequentemente permitirá criar e estabelecer uma marca.

Catarina Fonseca
Catarina Fonseca

Deixe-nos um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site armazena cookies no seu computador. Política de cookies